skip to Main Content
Relatos

Relatos ATPP – 8º Congresso Internacional da Abrates (3/4)

Chegamos ao terceiro relato de nossos associados sobre o 8º Congresso Internacional de Tradução e Interpretação Abrates, realizado no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo, entre 25 e 27 de maio de 2017. Quem escreve desta vez é a associada e presidente Roseane Rezende de Freitas (espanhol). Confira!

Em 25/05, a abertura do congresso foi realizada por Leandro Karnal, historiador e professor que deu aulas em cursos de Tradução em São Paulo por muito tempo. Ele comentou sobre como traduzir aproxima duas culturas e que uma língua é uma cultura. Também que traduzir é um ato técnico no conhecimento, mas é arte na sensibilidade. Definiu ética como responsabilidade, o que é muito interessante, em minha opinião.

Em 26/05, assisti às seguintes palestras:

O preparo para a aposentadoria na nova era do trabalho autônomo – Nilton Molina. O tema foi baseado na importância do planejamento de aposentadoria para trabalhadores autônomos.

Tradução juramentada ao redor do mundo – Elisabete Koeninges e Ernesta Ganzo. Elisabete Koeninges é tradutora juramentada português – alemão na Alemanha e Ernesta Ganzo é tradutora juramentada português – italiano no Brasil. Ambas discorreram sobre o funcionamento das traduções juramentadas nos países com que trabalham com mais frequência, no caso, Alemanha e Itália. Detalhes sobre os processos e principais semelhanças e diferenças com relação ao Brasil

Como obter um bom texto em português – Camila Fernandes. Sugestões de abordagem para trabalhar um texto mais fluente em português com base em exemplos gramaticais, diferenças e semelhanças entre inglês e português.

Al rescate del pensamento crítico – Andrea Viaggio. Experiência de uma professora argentina com seus alunos do curso de tradução realizada com base em leitura crítica de textos para fins de compreensão e, antes do trabalho de tradução propriamente dita.

Negociação estratégica – Gustavo Habib. Apanhado geral sobre métodos de negociação com clientes. Uma das mais frases mais interessantes que ouvi foi “Quem conhece seu mercado é você”. Ou seja, é o profissional que deve saber seu preço e o que vale a pena para si mesmo em termos de trabalho.

Registros e dialetos: (im)possibilidades de tradução – Meritxell Almarza Bosch. Exemplos de traduções de dialetos presentes em livros, algumas soluções encontradas para a tradução e sugestões para melhoria do trabalho de tradução com problemas similares.

Facilite o gerenciamento do seu trabalho e seus ganhos com uma planilha do excel – Ana Cristina Kashiwagi. Exemplo de uma planilha utilizada para controle de trabalhos e pagamentos de uma tradutora autônoma.

“Chinglish” para tradutores brasileiros – Jônatas Bica. Tradutor de chinês apresentou noções básicas da formação do idioma chinês para ajudar tradutores de inglês a compreenderem o pensamento chinês ao escrever outro idioma.

Em 27/05:

Fiz um cadastro no Proz.com. E agora? – Fernanda Rocha. Sugestões de uso e ajuda para compreensão para uso do site Proz.com como ferramenta de trabalho para tradutores autônomos.

Projetos de lei, resoluções, provimentos, certificação digital e apostila – as alterações jurídicas de última hora, atualizadas em tempo real, e como elas afetam a tradução pública – Ernesta Ganzo. A colega Ernesta Ganzo apresentou a nova forma com que trabalha, usando os registros públicos dos documentos apostilados como original para tradução juramentada. A colega Denise da ATP – Goiás participou com uma apresentação muito rápida sobre o grupo Juramentados Unidos e também sobre o 1º EnconTRA, encontro nacional de TPICs, a ser realizado em setembro de 2017 em São Paulo.

Inserção no mercado profissional do tradutor e do intérprete. O papel das associações profissionais – Maria Del Carmen Propato. Apresentação da AATI – Asociación Argentina de Traductores e Intérpretes. Como funciona a associação, como ela pode ajudar seus associados, como o trabalho de uma associação pode ajudar seus associados.

Não seja quadrado, traduza quadrinhos! – Barbara Zocal. Apresentação do mercado de tradução de quadrinhos no Brasil.

O desafio de formar equipes – Carolina Selvatici e Leilani Papa. Experiência das autoras na formação de equipes de trabalho para trabalhos de legendagem.

Get More Clients: Growing Your Freelance Translation Business Throug Referal Selling [Consiga mais clientes: Aumente seus negócios de tradução freelance através de referências de venda] – Maryam Abdi. A palestrante conta como fazer uma rede de boas referências comerciais através dos próprios clientes.

Taking Things in (Three) Strides: How Translators Can Actively Shape the World of Translation of Tomorrow [Considerações em (três) etapas: Como os tradutores podem moldar ativamente o mundo da tradução de amanhã] – Joel Zetzsche. Uma visão sobre o futuro da tradução em um mundo cada vez mais tecnológico.

O evento foi muito produtivo e muito interessante, inclusive por causa das conversas e dos contatos feitos nos corredores entre uma palestra e outra e nos intervalos para café. Com certeza precisamos de mais inciativas assim para tradutores, pessoas que, em geral, trabalham em local solitário, mas que não podem se fechar em seu próprio mundo. Espero ter oportunidade de participar de muitos outros eventos semelhantes.

Back To Top
Search